Carregando...

Solicitações de Acesso à Informação

100 solicitações no total
96 respondidas
4 não respondidas
Mensagem: Bom dia, gostaria de reabrir a competência de Março e Agosto /2017 para que fosse possível encerrar as mesmas com a assinatura realizada pelo certificado digital. porem, no momento que tento realizar tal passo, o site me informa que se eu confirmar reabertura a guia já existente e paga será cancelada automaticamente. como faço para assinar a declaração sem cancelar a Guia? desde já agradeço. Resposta: Bom dia, Encaminhado ao setor competente. Atenciosamente, Equipe SEARH Anexo
Mensagem: Olá, venho através dessa mensagem solicitar uma visita nesta rua conjunto santa rosa ,aqui varias pessoas com doenças causada pela imundície da rua esgoto ,mosquitos e outros pés do que façam uma pesquisa de pessoas que adoeceram e que resolvam o problema dessa rua .agradeço atenciosamente Fernanda Resposta: Bom dia, Encaminhado ao setor competente. Atenciosamente, Equipe SEARH Anexo
Mensagem: A/C do sr. Prefeito e/ ou Diretor de TI da PREFEITURA DE RIO LARGO / AL, A legislação brasileira positiva mecanismos de defesa da propriedade intelectual. Neste contexto, solicitamos informações acerca dos softwares de titularidade da associada AUTODESK. Incluindo software de uso gratuito, como é o caso de visualizadores. Algumas dúvidas a serem esclarecidas: 1. Quais Softwares de titularidade da Autodesk foram utilizados pela municipalidade nos últimos 5 (cinco) anos? 2. Quantos engenheiros são funcionários/prestam serviços para a municipalidade? 3. Quantos arquitetos são funcionários/ prestam serviços para a municipalidade? 4. Tratando-se de empresas terceirizadas, como são visualizados os projetos elaborados pelos terceirizados da Prefeitura? Através de qual software de CAD? Quais são os dados da (s) licitação (s) realizada (s) para terceirização de todos os projetos da Prefeitura? Qual o número do Diário Oficial em que o extrato do contrato foi publicado? É possível nos enviar uma cópia? Diante do exposto, ressalta-se que em face do direito fundamental de acesso à informação, garantido a todos os cidadãos pela Constituição Federal, conforme o artigo 5º, inciso XXXIII, bem como nos termos do princípio constitucional de publicidade, aplicada no âmbito da Administração Pública, é dever da administração pública gerir a documentação governamental e providenciar a respectiva consulta quando solicitado. O referido dever de transparência atualmente é regulamentado pela Lei nº 12.527, de 18 de novembro de 2011 ("Lei de Acesso à Informação"). Assim, no caso em tela, temos interesse em receber informações acerca dos softwares de titularidade da Autodesk, utilizados no parque de informática do PREFEITURA DE RIO LARGO / AL, visto que a informação não é classificada como sigilosa conforme a Seção II da Lei 12.527/2011, com a finalidade de auxiliá-los a evitar qualquer possível violação das leis de propriedade intelectual, bem como, no cumprimento da lei de acesso à informação. Neste ponto, ressalta-se que o art. 11, § 1º da Lei 12.527/11 estabelece que não sendo possível a resposta imediata, o prazo de fornecimento das informações é de 20 (vinte) dias. Insta destacar que não estamos fazendo qualquer tipo de denúncia ou acusação ao PREFEITURA DE RIO LARGO / AL. Também, cumpre esclarecer que a presente requisição está diretamente relacionada ao regime de proteção à propriedade intelectual dos programas de computador, conferido pela legislação que dispõe sobre o direito autoral (Lei nº 9.610/98), observando o disposto na lei do software (Lei nº 9.609/98), que assegura integral proteção aos titulares do direito autoral sobre programas de computador de origem estrangeira ou nacional. Estamos à disposição para quaisquer informações que se façam necessárias, bem como, para auxiliá-los nesse procedimento, de forma a garantir a transparência prescrita pela Constituição Federal e pela Lei de Acesso à Informações e evitar quaisquer possíveis violação das leis brasileiras de propriedade intelectual. Lembrando ainda que a resposta deve conter de forma clara, o responsável pela informação, com nome, telefone e e-mail do servidor municipal responsável pela informação. De acordo com o art. 8° da Lei de Acesso à Informação encontramos no § 3º, os sítios de que trata o § 2o deverão, na forma de regulamento, atender, entre outros, aos seguintes requisitos: V - garantir a autenticidade e a integridade das informações disponíveis para acesso; VI - manter atualizadas as informações disponíveis para acesso; VII - indicar local e instruções que permitam ao interessado comunicar-se, por via eletrônica ou telefônica, com o órgão ou entidade detentora do sítio; e Diante o exposto, aguardamos um retorno até o próximo dia 25/06/2018. Dúvidas, gentileza estabelecer contato no nº (21) 2122-0800 / 2122-0810. Atenciosamente, Karina Barbosa - PARS Resposta: Bom dia, Encaminhado a CPL para resposta. Anexo
Mensagem: ILUSTRISSIMO(A) SR(A). PREFEITO DO MUNICIPIO DE RIO LARGO/ALAGOAS. URGENTE Contrato: 31/2017 Processo Administrativo nº 0515-020/2017 ato de adesão José André de Souza Barreto, brasileiro, casado, advogado, inscrito na OAB/AL sob nº 6907 e CPF nº 624.957.392.53, com endereço comercial estabelecido na Rua José Maia Gomes nº 320 – Jatiuca - CEP 57036-240. Fone:(82) 3357-7121/98884-6622 – Email: joseandrebarreto@hotmail.com, onde recebe notificações e intimações, vem mui respeitosamente à presença de Vossa Excelência, requerer o: ACESSO AOS AUTOS DA LICITAÇÃO PARA ANALISE C.C SOLICITAÇÃO DE CÓPIA INTEGRAL DO MESMO Em face da Prefeitura Municipal de Rio Largo, em função da elaboração do ato de adesão em que gerou o contrato nº 31/2017, conforme razões que passa a expender. DOS FATOS O requerente solicita o acesso aos autos da licitação e cópia integral dos autos, tendo como fundamento o edital e demais termos legais da Lei 8.666/93 do controle social e Carta Magna. Porem a própria Carta Magna em seu artigo 5º inciso XXXIII, determina o direito a receber informações dos órgãos públicos. Art. 5º inciso XXXIII: ”XXXIII – todos têm direito a receber dos órgãos públicos informações de seu interesse particular, ou de interesse coletivo ou geral, que serão prestadas no prazo da lei, sob pena de responsabilidade, ressalvadas aquelas cujo sigilo seja imprescindível à segurança da sociedade e do Estado;” Assim sendo qualquer cidadão pode acompanhar os trabalhos licitatórios. A Lei 8666/93 em diversas passagens lhe concede tal direito, a saber: Lei 8666/93: Art. 3º § 3º da Lei Federal 8666/93: ”§ 3º A licitação não será sigilosa, sendo públicos e acessíveis ao público os atos de seu procedimento, salvo quanto ao conteúdo das propostas, até a respectiva abertura.“ Art. 63º da Lei Federal 8666/93: ”É permitido a qualquer licitante o conhecimento dos termos do contrato e do respectivo processo licitatório e, a qualquer interessado, a obtenção de cópia autenticada, mediante o pagamento dos emolumentos devidos.“ Conforme os fundamentos jurídicos da Lei nº 12.527, de 18 de novembro DE 2011 e no inciso XXXIII do art. 5o, no inciso II do § 3o do art. 37 e no § 2o do art. 216 da Constituição Federal, o pedido de cópia se dá pela Lei de Acesso a Comunicação, cuja a negativa na disponibilização das informações solicitadas ao ente público, constituem conduta ilícita, previstas na própria Lei de Acesso a informação, assim sendo, a possível negativa ou ausência de fornecimentos das informações solicitadas, serão passiveis de informação ao MP/AL ou MPF. Para passível de apuração do ato administrativo, configurando possível improbidade administrativa, conforme artigo 11 da Lei 8.429/92. Art. 32. Constituem condutas ilícitas que ensejam responsabilidade do agente público ou militar: I - recusar-se a fornecer informação requerida nos termos desta Lei, retardar deliberadamente o seu fornecimento ou fornecê-la intencionalmente de forma incorreta, incompleta ou imprecisa; II - utilizar indevidamente, bem como subtrair, destruir, inutilizar, desfigurar, alterar ou ocultar, total ou parcialmente, informação que se encontre sob sua guarda ou a que tenha acesso ou conhecimento em razão do exercício das atribuições de cargo, emprego ou função pública; III - agir com dolo ou má-fé na análise das solicitações de acesso à informação; Fonte: Lei nº 12.527, de 18 de novembro DE 2011 _______________________________________________________________ Seção I Do Pedido de Acesso Art. 10. Qualquer interessado poderá apresentar pedido de acesso a informações aos órgãos e entidades referidos no art. 1o desta Lei, por qualquer meio legítimo, devendo o pedido conter a identificação do requerente e a especificação da informação requerida. § 1o Para o acesso a informações de interesse público, a identificação do requerente não pode conter exigências que inviabilizem a solicitação. § 2o Os órgãos e entidades do poder público devem viabilizar alternativa de encaminhamento de pedidos de acesso por meio de seus sítios oficiais na internet. § 3o São vedadas quaisquer exigências relativas aos motivos determinantes da solicitação de informações de interesse público. Art. 11. O órgão ou entidade pública deverá autorizar ou conceder o acesso imediato à informação disponível. § 1o Não sendo possível conceder o acesso imediato, na forma disposta no caput, o órgão ou entidade que receber o pedido deverá, em prazo não superior a 20 (vinte) dias: I - comunicar a data, local e modo para se realizar a consulta, efetuar a reprodução ou obter a certidão; II - indicar as razões de fato ou de direito da recusa, total ou parcial, do acesso pretendido; ou III - comunicar que não possui a informação, indicar, se for do seu conhecimento, o órgão ou a entidade que a detém, ou, ainda, remeter o requerimento a esse órgão ou entidade, cientificando o interessado da remessa de seu pedido de informação. Fonte: Lei nº 12.527, de 18 de novembro DE 2011 Assim sendo, solicitamos também o acesso imediato aos autos para consulta e analise, com a devida entrega das cópias ao requerente e a expedição de declaração conforme artigo 13 da Lei de Acesso a Informação. DOS PEDIDOS Ante o exposto, REQUER o requerente se digne Vossa Excelência em: a) Que seja disponibilizado os autos da licitação de maneira imediata, os autos para coleta de provas e cópias integral do mesmo; Nestes Termos, Pede deferimento. Maceió/AL, 02 de fevereiro de 2018. JOSÉ ANDRÉ DE SOUZA BARRETO OAB/AL 6907 Resposta: Bom dia, Encaminhado a CPL para resposta. Anexo
Mensagem: ILUSTRISSIMO(A) SR(A). PREFEITO DO MUNICIPIO DE RIO LARGO/ALAGOAS. URGENTE Contrato: 31/2017 Processo Administrativo nº 0104-012/2018 José André de Souza Barreto, brasileiro, casado, advogado, inscrito na OAB/AL sob nº 6907 e CPF nº 624.957.392.53, com endereço comercial estabelecido na Rua José Maia Gomes nº 320 – Jatiuca - CEP 57036-240. Fone:(82) 3357-7121/98884-6622 – Email: joseandrebarreto@hotmail.com, onde recebe notificações e intimações, vem mui respeitosamente à presença de Vossa Excelência, requerer o: ACESSO AOS AUTOS DA LICITAÇÃO PARA ANALISE C.C SOLICITAÇÃO DE CÓPIA INTEGRAL DO MESMO Em face da Prefeitura Municipal de Rio Largo, em função da elaboração do ato de adesão em que gerou o contrato nº 05/2018, conforme razões que passa a expender. DOS FATOS O requerente solicita o acesso aos autos da licitação e cópia integral dos autos, tendo como fundamento o edital e demais termos legais da Lei 8.666/93 do controle social e Carta Magna. Porem a própria Carta Magna em seu artigo 5º inciso XXXIII, determina o direito a receber informações dos órgãos públicos. Art. 5º inciso XXXIII: ”XXXIII – todos têm direito a receber dos órgãos públicos informações de seu interesse particular, ou de interesse coletivo ou geral, que serão prestadas no prazo da lei, sob pena de responsabilidade, ressalvadas aquelas cujo sigilo seja imprescindível à segurança da sociedade e do Estado;” Assim sendo qualquer cidadão pode acompanhar os trabalhos licitatórios. A Lei 8666/93 em diversas passagens lhe concede tal direito, a saber: Lei 8666/93: Art. 3º § 3º da Lei Federal 8666/93: ”§ 3º A licitação não será sigilosa, sendo públicos e acessíveis ao público os atos de seu procedimento, salvo quanto ao conteúdo das propostas, até a respectiva abertura.“ Art. 63º da Lei Federal 8666/93: ”É permitido a qualquer licitante o conhecimento dos termos do contrato e do respectivo processo licitatório e, a qualquer interessado, a obtenção de cópia autenticada, mediante o pagamento dos emolumentos devidos.“ Conforme os fundamentos jurídicos da Lei nº 12.527, de 18 de novembro DE 2011 e no inciso XXXIII do art. 5o, no inciso II do § 3o do art. 37 e no § 2o do art. 216 da Constituição Federal, o pedido de cópia se dá pela Lei de Acesso a Comunicação, cuja a negativa na disponibilização das informações solicitadas ao ente público, constituem conduta ilícita, previstas na própria Lei de Acesso a informação, assim sendo, a possível negativa ou ausência de fornecimentos das informações solicitadas, serão passiveis de informação ao MP/AL ou MPF. Para passível de apuração do ato administrativo, configurando possível improbidade administrativa, conforme artigo 11 da Lei 8.429/92. Art. 32. Constituem condutas ilícitas que ensejam responsabilidade do agente público ou militar: I - recusar-se a fornecer informação requerida nos termos desta Lei, retardar deliberadamente o seu fornecimento ou fornecê-la intencionalmente de forma incorreta, incompleta ou imprecisa; II - utilizar indevidamente, bem como subtrair, destruir, inutilizar, desfigurar, alterar ou ocultar, total ou parcialmente, informação que se encontre sob sua guarda ou a que tenha acesso ou conhecimento em razão do exercício das atribuições de cargo, emprego ou função pública; III - agir com dolo ou má-fé na análise das solicitações de acesso à informação; Fonte: Lei nº 12.527, de 18 de novembro DE 2011 _______________________________________________________________ Seção I Do Pedido de Acesso Art. 10. Qualquer interessado poderá apresentar pedido de acesso a informações aos órgãos e entidades referidos no art. 1o desta Lei, por qualquer meio legítimo, devendo o pedido conter a identificação do requerente e a especificação da informação requerida. § 1o Para o acesso a informações de interesse público, a identificação do requerente não pode conter exigências que inviabilizem a solicitação. § 2o Os órgãos e entidades do poder público devem viabilizar alternativa de encaminhamento de pedidos de acesso por meio de seus sítios oficiais na internet. § 3o São vedadas quaisquer exigências relativas aos motivos determinantes da solicitação de informações de interesse público. Art. 11. O órgão ou entidade pública deverá autorizar ou conceder o acesso imediato à informação disponível. § 1o Não sendo possível conceder o acesso imediato, na forma disposta no caput, o órgão ou entidade que receber o pedido deverá, em prazo não superior a 20 (vinte) dias: I - comunicar a data, local e modo para se realizar a consulta, efetuar a reprodução ou obter a certidão; II - indicar as razões de fato ou de direito da recusa, total ou parcial, do acesso pretendido; ou III - comunicar que não possui a informação, indicar, se for do seu conhecimento, o órgão ou a entidade que a detém, ou, ainda, remeter o requerimento a esse órgão ou entidade, cientificando o interessado da remessa de seu pedido de informação. Fonte: Lei nº 12.527, de 18 de novembro DE 2011 Assim sendo, solicitamos também o acesso imediato aos autos para consulta e analise, com a devida entrega das cópias ao requerente e a expedição de declaração conforme artigo 13 da Lei de Acesso a Informação. DOS PEDIDOS Ante o exposto, REQUER o requerente se digne Vossa Excelência em: a) Que seja disponibilizado os autos da licitação de maneira imediata, os autos para coleta de provas e cópias integral do mesmo; Nestes Termos, Pede deferimento. Maceió/AL, 02 de fevereiro de 2018. JOSÉ ANDRÉ DE SOUZA BARRETO OAB/AL 6907 Resposta: Bom dia, Encaminhado a CPL para resposta. Anexo
Mensagem: ILUSTRISSIMO(A) SR(A). PREFEITO DO MUNICIPIO DE RIO LARGO/ALAGOAS. URGENTE Contrato: 05/2018 Processo Administrativo nº 0104-012/2018 José André de Souza Barreto, brasileiro, casado, advogado, inscrito na OAB/AL sob nº 6907 e CPF nº 624.957.392.53, com endereço comercial estabelecido na Rua José Maia Gomes nº 320 – Jatiuca - CEP 57036-240. Fone:(82) 3357-7121/98884-6622 – Email: joseandrebarreto@hotmail.com, onde recebe notificações e intimações, vem mui respeitosamente à presença de Vossa Excelência, requerer o: ACESSO AOS AUTOS DA LICITAÇÃO PARA ANALISE C.C SOLICITAÇÃO DE CÓPIA INTEGRAL DO MESMO Em face da Prefeitura Municipal de Rio Largo, em função da elaboração do ato de adesão em que gerou o contrato nº 05/2018, conforme razões que passa a expender. DOS FATOS O requerente solicita o acesso aos autos da licitação e cópia integral dos autos, tendo como fundamento o edital e demais termos legais da Lei 8.666/93 do controle social e Carta Magna. Porem a própria Carta Magna em seu artigo 5º inciso XXXIII, determina o direito a receber informações dos órgãos públicos. Art. 5º inciso XXXIII: ”XXXIII – todos têm direito a receber dos órgãos públicos informações de seu interesse particular, ou de interesse coletivo ou geral, que serão prestadas no prazo da lei, sob pena de responsabilidade, ressalvadas aquelas cujo sigilo seja imprescindível à segurança da sociedade e do Estado;” Assim sendo qualquer cidadão pode acompanhar os trabalhos licitatórios. A Lei 8666/93 em diversas passagens lhe concede tal direito, a saber: Lei 8666/93: Art. 3º § 3º da Lei Federal 8666/93: ”§ 3º A licitação não será sigilosa, sendo públicos e acessíveis ao público os atos de seu procedimento, salvo quanto ao conteúdo das propostas, até a respectiva abertura.“ Art. 63º da Lei Federal 8666/93: ”É permitido a qualquer licitante o conhecimento dos termos do contrato e do respectivo processo licitatório e, a qualquer interessado, a obtenção de cópia autenticada, mediante o pagamento dos emolumentos devidos.“ Conforme os fundamentos jurídicos da Lei nº 12.527, de 18 de novembro DE 2011 e no inciso XXXIII do art. 5o, no inciso II do § 3o do art. 37 e no § 2o do art. 216 da Constituição Federal, o pedido de cópia se dá pela Lei de Acesso a Comunicação, cuja a negativa na disponibilização das informações solicitadas ao ente público, constituem conduta ilícita, previstas na própria Lei de Acesso a informação, assim sendo, a possível negativa ou ausência de fornecimentos das informações solicitadas, serão passiveis de informação ao MP/AL ou MPF. Para passível de apuração do ato administrativo, configurando possível improbidade administrativa, conforme artigo 11 da Lei 8.429/92. Art. 32. Constituem condutas ilícitas que ensejam responsabilidade do agente público ou militar: I - recusar-se a fornecer informação requerida nos termos desta Lei, retardar deliberadamente o seu fornecimento ou fornecê-la intencionalmente de forma incorreta, incompleta ou imprecisa; II - utilizar indevidamente, bem como subtrair, destruir, inutilizar, desfigurar, alterar ou ocultar, total ou parcialmente, informação que se encontre sob sua guarda ou a que tenha acesso ou conhecimento em razão do exercício das atribuições de cargo, emprego ou função pública; III - agir com dolo ou má-fé na análise das solicitações de acesso à informação; Fonte: Lei nº 12.527, de 18 de novembro DE 2011 _______________________________________________________________ Seção I Do Pedido de Acesso Art. 10. Qualquer interessado poderá apresentar pedido de acesso a informações aos órgãos e entidades referidos no art. 1o desta Lei, por qualquer meio legítimo, devendo o pedido conter a identificação do requerente e a especificação da informação requerida. § 1o Para o acesso a informações de interesse público, a identificação do requerente não pode conter exigências que inviabilizem a solicitação. § 2o Os órgãos e entidades do poder público devem viabilizar alternativa de encaminhamento de pedidos de acesso por meio de seus sítios oficiais na internet. § 3o São vedadas quaisquer exigências relativas aos motivos determinantes da solicitação de informações de interesse público. Art. 11. O órgão ou entidade pública deverá autorizar ou conceder o acesso imediato à informação disponível. § 1o Não sendo possível conceder o acesso imediato, na forma disposta no caput, o órgão ou entidade que receber o pedido deverá, em prazo não superior a 20 (vinte) dias: I - comunicar a data, local e modo para se realizar a consulta, efetuar a reprodução ou obter a certidão; II - indicar as razões de fato ou de direito da recusa, total ou parcial, do acesso pretendido; ou III - comunicar que não possui a informação, indicar, se for do seu conhecimento, o órgão ou a entidade que a detém, ou, ainda, remeter o requerimento a esse órgão ou entidade, cientificando o interessado da remessa de seu pedido de informação. Fonte: Lei nº 12.527, de 18 de novembro DE 2011 Assim sendo, solicitamos também o acesso imediato aos autos para consulta e analise, com a devida entrega das cópias ao requerente e a expedição de declaração conforme artigo 13 da Lei de Acesso a Informação. DOS PEDIDOS Ante o exposto, REQUER o requerente se digne Vossa Excelência em: a) Que seja disponibilizado os autos da licitação de maneira imediata, os autos para coleta de provas e cópias integral do mesmo; Nestes Termos, Pede deferimento. Maceió/AL, 02 de fevereiro de 2018. JOSÉ ANDRÉ DE SOUZA BARRETO OAB/AL 6907 Resposta: Bom dia, Encaminhado a CPL para resposta. Anexo
Mensagem: Maceió/AL, 16 de abril de 2018. URGENTE Ao Sr. Gilberto Gonçalves da Silva Prefeito do Município Rio Largo/AL Alagoas/AL Assunto: Lei de Acesso a Informação A SANTANA & SANTANA PEÇAS E SERVIÇOS LTDA, pessoa jurídica de direito privado, personalizada de CNPJ sob nº 22.437.935/0001-72, possuindo como nome de Fantasia “Mecanização A4F”, estabelecida na Rua Projetada 1180, S/N, Serraria, Maceió/Alagoas, CEP 57046-062, email:dj.mecanicapesada@outlook.com,dj.mecanica.financeiro@outlook.com,tendo como representante legal e sócio administrador da pessoa jurídica a Sra. Adriana Wanderley dos Santos, brasileira, divorciada, empresaria, inscrita no CPF nº 028.126.134-24 e RG nº 1.558.608 SSP/AL, vem mui respeitosamente à presença, por seu advogado e bastante procurador constituído na forma do instrumento de mandato em anexo, o Sr. José André de Souza Barreto, brasileiro, solteiro, advogado, inscrito na OAB/AL sob nº 6907 e CPF nº 624.957.392.53, com endereço comercial estabelecido na Rua José Maia Gomes nº 320 – Jatiuca - CEP: 57036-240. Fone:(82) 3357-7121/ 98884-6622/ 99656-5116 – E-mail: joseandrebarreto@hotmail.com, com escritório profissional descrito na procuração, onde recebe notificações e intimações, vem mui respeitosamente à presença de Vossa Excelência do agente público, requerer: CÓPIA INTEGRAL DO PROCESSO DE LICITAÇÃO Nº 0104-012/2018 CONTRATO 05/2018 , conforme os fatos e fundamentos jurídicos da Lei nº 12.527, de 18 de novembro DE 2011 e no inciso XXXIII do art. 5o, no inciso II do § 3o do art. 37 e no § 2o do art. 216 da Constituição Federal, que se seguem: DOS FATOS O requerente solicita deste ENTE PÚBLICO, cópia integral do processo administrativo nº 0104-012/2018 CONTRATO 05/2018 em que tem como contratada, REAUTO SERVICOS E COMERCIO DE PECAS PARA VEICULOS LTDA – EPP, conjuntamente com a declaração de que as cópias corresponde as originais, expedidas pela CPL. Assim sendo, solicitamos declaração e cópia do processo. DOS FUNDAMENTOS JURIDICOS A negativa da disponibilização das informações solicitadas pelo ente público, constituem conduta ilícita, previstas na própria Lei de Acesso a informação, assim sendo, a possível negativa ou ausência de fornecimentos das informações solicitadas, serão passiveis de informação ao MP/AL ou MPF. Para passível de apuração do ato administrativo, configurando possível improbidade administrativa, conforme artigo 11 da Lei 8.429/92. Art. 32. Constituem condutas ilícitas que ensejam responsabilidade do agente público ou militar: I - recusar-se a fornecer informação requerida nos termos desta Lei, retardar deliberadamente o seu fornecimento ou fornecê-la intencionalmente de forma incorreta, incompleta ou imprecisa; II - utilizar indevidamente, bem como subtrair, destruir, inutilizar, desfigurar, alterar ou ocultar, total ou parcialmente, informação que se encontre sob sua guarda ou a que tenha acesso ou conhecimento em razão do exercício das atribuições de cargo, emprego ou função pública; III - agir com dolo ou má-fé na análise das solicitações de acesso à informação; Fonte: Lei nº 12.527, de 18 de novembro DE 2011 _______________________________________________________________ Seção I Do Pedido de Acesso Art. 10. Qualquer interessado poderá apresentar pedido de acesso a informações aos órgãos e entidades referidos no art. 1o desta Lei, por qualquer meio legítimo, devendo o pedido conter a identificação do requerente e a especificação da informação requerida. § 1o Para o acesso a informações de interesse público, a identificação do requerente não pode conter exigências que inviabilizem a solicitação. § 2o Os órgãos e entidades do poder público devem viabilizar alternativa de encaminhamento de pedidos de acesso por meio de seus sítios oficiais na internet. § 3o São vedadas quaisquer exigências relativas aos motivos determinantes da solicitação de informações de interesse público. Art. 11. O órgão ou entidade pública deverá autorizar ou conceder o acesso imediato à informação disponível. § 1o Não sendo possível conceder o acesso imediato, na forma disposta no caput, o órgão ou entidade que receber o pedido deverá, em prazo não superior a 20 (vinte) dias: I - comunicar a data, local e modo para se realizar a consulta, efetuar a reprodução ou obter a certidão; II - indicar as razões de fato ou de direito da recusa, total ou parcial, do acesso pretendido; ou III - comunicar que não possui a informação, indicar, se for do seu conhecimento, o órgão ou a entidade que a detém, ou, ainda, remeter o requerimento a esse órgão ou entidade, cientificando o interessado da remessa de seu pedido de informação. Fonte: Lei nº 12.527, de 18 de novembro DE 2011 Assim sendo, solicitamos também o acesso imediato aos autos para consulta e analise, com a devida entrega das cópias ao requerente e a expedição de declaração solicitada. Nestes Termos, Pede deferimento. __________________________________________________ JOSÉ ANDRÉ DE SOUZA BARRETO OAB/AL 6907 E-mail: joseandrebarreto@hotmail.com Resposta: Bom dia, Encaminhado a CPL para resposta. Anexo
Mensagem: Maceió/AL, 16 de abril de 2018. URGENTE Ao Sr. Gilberto Gonçalves da Silva Prefeito do Município Rio Largo/AL Alagoas/AL Assunto: Lei de Acesso a Informação A SANTANA & SANTANA PEÇAS E SERVIÇOS LTDA, pessoa jurídica de direito privado, personalizada de CNPJ sob nº 22.437.935/0001-72, possuindo como nome de Fantasia “Mecanização A4F”, estabelecida na Rua Projetada 1180, S/N, Serraria, Maceió/Alagoas, CEP 57046-062, email:dj.mecanicapesada@outlook.com,dj.mecanica.financeiro@outlook.com,tendo como representante legal e sócio administrador da pessoa jurídica a Sra. Adriana Wanderley dos Santos, brasileira, divorciada, empresaria, inscrita no CPF nº 028.126.134-24 e RG nº 1.558.608 SSP/AL, vem mui respeitosamente à presença, por seu advogado e bastante procurador constituído na forma do instrumento de mandato em anexo, o Sr. José André de Souza Barreto, brasileiro, solteiro, advogado, inscrito na OAB/AL sob nº 6907 e CPF nº 624.957.392.53, com endereço comercial estabelecido na Rua José Maia Gomes nº 320 – Jatiuca - CEP: 57036-240. Fone:(82) 3357-7121/ 98884-6622/ 99656-5116 – E-mail: joseandrebarreto@hotmail.com, com escritório profissional descrito na procuração, onde recebe notificações e intimações, vem mui respeitosamente à presença de Vossa Excelência do agente público, requerer: CÓPIA INTEGRAL DO PROCESSO DE LICITAÇÃO Nº 0104-012/2018 CONTRATO 05/2018 , conforme os fatos e fundamentos jurídicos da Lei nº 12.527, de 18 de novembro DE 2011 e no inciso XXXIII do art. 5o, no inciso II do § 3o do art. 37 e no § 2o do art. 216 da Constituição Federal, que se seguem: DOS FATOS O requerente solicita deste ENTE PÚBLICO, cópia integral do processo administrativo nº 0104-012/2018 CONTRATO 05/2018 em que tem como contratada, REAUTO SERVICOS E COMERCIO DE PECAS PARA VEICULOS LTDA – EPP, conjuntamente com a declaração de que as cópias corresponde as originais, expedidas pela CPL. Assim sendo, solicitamos declaração e cópia do processo. DOS FUNDAMENTOS JURIDICOS A negativa da disponibilização das informações solicitadas pelo ente público, constituem conduta ilícita, previstas na própria Lei de Acesso a informação, assim sendo, a possível negativa ou ausência de fornecimentos das informações solicitadas, serão passiveis de informação ao MP/AL ou MPF. Para passível de apuração do ato administrativo, configurando possível improbidade administrativa, conforme artigo 11 da Lei 8.429/92. Art. 32. Constituem condutas ilícitas que ensejam responsabilidade do agente público ou militar: I - recusar-se a fornecer informação requerida nos termos desta Lei, retardar deliberadamente o seu fornecimento ou fornecê-la intencionalmente de forma incorreta, incompleta ou imprecisa; II - utilizar indevidamente, bem como subtrair, destruir, inutilizar, desfigurar, alterar ou ocultar, total ou parcialmente, informação que se encontre sob sua guarda ou a que tenha acesso ou conhecimento em razão do exercício das atribuições de cargo, emprego ou função pública; III - agir com dolo ou má-fé na análise das solicitações de acesso à informação; Fonte: Lei nº 12.527, de 18 de novembro DE 2011 _______________________________________________________________ Seção I Do Pedido de Acesso Art. 10. Qualquer interessado poderá apresentar pedido de acesso a informações aos órgãos e entidades referidos no art. 1o desta Lei, por qualquer meio legítimo, devendo o pedido conter a identificação do requerente e a especificação da informação requerida. § 1o Para o acesso a informações de interesse público, a identificação do requerente não pode conter exigências que inviabilizem a solicitação. § 2o Os órgãos e entidades do poder público devem viabilizar alternativa de encaminhamento de pedidos de acesso por meio de seus sítios oficiais na internet. § 3o São vedadas quaisquer exigências relativas aos motivos determinantes da solicitação de informações de interesse público. Art. 11. O órgão ou entidade pública deverá autorizar ou conceder o acesso imediato à informação disponível. § 1o Não sendo possível conceder o acesso imediato, na forma disposta no caput, o órgão ou entidade que receber o pedido deverá, em prazo não superior a 20 (vinte) dias: I - comunicar a data, local e modo para se realizar a consulta, efetuar a reprodução ou obter a certidão; II - indicar as razões de fato ou de direito da recusa, total ou parcial, do acesso pretendido; ou III - comunicar que não possui a informação, indicar, se for do seu conhecimento, o órgão ou a entidade que a detém, ou, ainda, remeter o requerimento a esse órgão ou entidade, cientificando o interessado da remessa de seu pedido de informação. Fonte: Lei nº 12.527, de 18 de novembro DE 2011 Assim sendo, solicitamos também o acesso imediato aos autos para consulta e analise, com a devida entrega das cópias ao requerente e a expedição de declaração solicitada. Nestes Termos, Pede deferimento. __________________________________________________ JOSÉ ANDRÉ DE SOUZA BARRETO OAB/AL 6907 E-mail: joseandrebarreto@hotmail.com Resposta: Bom dia, Encaminhado a CPL para resposta. Anexo
Mensagem: Maceió/AL, 02 de Julho de 2018. URGENTE Ao Sr. Gilberto Gonçalves da Silva Prefeito de Rio Largo Av. Presidente Fernando Afonso Collor de Mello S/nº, Conj. Bandeirantes Bairro Pref. Antônio Lins de Souza Rio Largo/AL – CEP 57.100.000 Assunto: ACESSO A INFORMAÇÃO OKLA COMERCIAL, IMPORTAÇÃO E EXPORTAÇÃO DE PRODUTOS ALIMENTOS LTDA, pessoa jurídica de direito privado, personalizada de CNPJ sob nº 08.072.648/0001-85, possuindo como nome de Fantasia “OKLA COMERCIAL”, estabelecida na Rua Comendador Tercio Wanderley nº 60 I – Levada – Maceió/Alagoas CEP: 57017-060 - Telefone/Fax:(82)3223-7686 - Email: okla208@hotmail.com, tendo como representante legal e sócia administradora da pessoa jurídica a Sra. Josefa Sineide da Silva, brasileira, divorciada, empresaria, inscrita no CPF nº 240.549.844-87 e RG nº 430.490 SSP/AL Fone:(82) 99981-3084/3223-7686, vem mui respeitosamente à presença, por seu advogado e bastante procurador constituído na forma do instrumento de mandato em anexo, o Sr. José André de Souza Barreto, brasileiro, solteiro, advogado, inscrito na OAB/AL sob nº 6907 e CPF nº 624.957.392.53, com endereço comercial estabelecido na Rua José Maia Gomes nº 320 – Jatiuca - CEP: 57036-240. Fone:(82) 3357-7121/ 98884-6622/ 99656-5116 – E-mail: joseandrebarreto@hotmail.com, com escritório profissional descrito na procuração, onde recebe notificações e intimações, vem mui respeitosamente à presença de Vossa Excelência do agente público, requerer: CÓPIA INTEGRAL DO PROCESSO DE LICITAÇÃO EM QUE TEM COMO CONTRATADA A OKLA COMERCIAL, IMPORTAÇÃO E EXPORTAÇÃO DE PRODUTOS ALIMENTOS LTDA , conforme os fatos e fundamentos jurídicos da Lei nº 12.527, de 18 de novembro DE 2011 e no inciso XXXIII do art. 5o, no inciso II do § 3o do art. 37 e no § 2o do art. 216 da Constituição Federal, que se seguem: DOS FATOS O requerente solicita deste ENTE PÚBLICO, cópia integral do processo administrativo em que tem como contratada, OKLA COMERCIAL, IMPORTAÇÃO E EXPORTAÇÃO DE PRODUTOS ALIMENTOS LTDA, conjuntamente com a declaração de que as cópias corresponde as originais, expedidas pela CPL. Assim sendo, solicitamos declaração e cópia do processo. DOS FUNDAMENTOS JURIDICOS A negativa da disponibilização das informações solicitadas pelo ente público, constituem conduta ilícita, previstas na própria Lei de Acesso a informação, assim sendo, a possível negativa ou ausência de fornecimentos das informações solicitadas, serão passiveis de informação ao MP/AL ou MPF. Para passível de apuração do ato administrativo, configurando possível improbidade administrativa, conforme artigo 11 da Lei 8.429/92. Art. 32. Constituem condutas ilícitas que ensejam responsabilidade do agente público ou militar: I - recusar-se a fornecer informação requerida nos termos desta Lei, retardar deliberadamente o seu fornecimento ou fornecê-la intencionalmente de forma incorreta, incompleta ou imprecisa; II - utilizar indevidamente, bem como subtrair, destruir, inutilizar, desfigurar, alterar ou ocultar, total ou parcialmente, informação que se encontre sob sua guarda ou a que tenha acesso ou conhecimento em razão do exercício das atribuições de cargo, emprego ou função pública; III - agir com dolo ou má-fé na análise das solicitações de acesso à informação; Fonte: Lei nº 12.527, de 18 de novembro DE 2011 _______________________________________________________________ Seção I Do Pedido de Acesso Art. 10. Qualquer interessado poderá apresentar pedido de acesso a informações aos órgãos e entidades referidos no art. 1o desta Lei, por qualquer meio legítimo, devendo o pedido conter a identificação do requerente e a especificação da informação requerida. § 1o Para o acesso a informações de interesse público, a identificação do requerente não pode conter exigências que inviabilizem a solicitação. § 2o Os órgãos e entidades do poder público devem viabilizar alternativa de encaminhamento de pedidos de acesso por meio de seus sítios oficiais na internet. § 3o São vedadas quaisquer exigências relativas aos motivos determinantes da solicitação de informações de interesse público. Art. 11. O órgão ou entidade pública deverá autorizar ou conceder o acesso imediato à informação disponível. § 1o Não sendo possível conceder o acesso imediato, na forma disposta no caput, o órgão ou entidade que receber o pedido deverá, em prazo não superior a 20 (vinte) dias: I - comunicar a data, local e modo para se realizar a consulta, efetuar a reprodução ou obter a certidão; II - indicar as razões de fato ou de direito da recusa, total ou parcial, do acesso pretendido; ou III - comunicar que não possui a informação, indicar, se for do seu conhecimento, o órgão ou a entidade que a detém, ou, ainda, remeter o requerimento a esse órgão ou entidade, cientificando o interessado da remessa de seu pedido de informação. Fonte: Lei nº 12.527, de 18 de novembro DE 2011 Assim sendo, solicitamos também o acesso imediato aos autos para consulta e analise, com a devida entrega das cópias ao requerente e a expedição de declaração solicitada. Nestes Termos, Pede deferimento. __________________________________________________ JOSÉ ANDRÉ DE SOUZA BARRETO OAB/AL 6907 E-mail: joseandrebarreto@hotmail.com Resposta: Bom dia, Encaminhado a CPL para resposta. Anexo
Mensagem: Maceió/AL, 29 de julho de 2018. URGENTE Ao Sr. Gilberto Gonçalves da Silva Prefeito do Município Rio Largo/AL Alagoas/AL Assunto: Lei de Acesso a Informação A SANTANA & SANTANA PEÇAS E SERVIÇOS LTDA, pessoa jurídica de direito privado, personalizada de CNPJ sob nº 22.437.935/0001-72, possuindo como nome de Fantasia “Mecanização A4F”, estabelecida na Rua Projetada 1180, S/N, Serraria, Maceió/Alagoas, CEP 57046-062, Email:dj.mecanicapesada@outlook.com,dj.mecanica.financeiro@outlook.com,tendo como representante legal e sócia administradora da pessoa jurídica a Sra. Adriana Wanderley dos Santos, brasileira, divorciada, empresaria, inscrita no CPF nº 028.126.134-24 e RG nº 1.558.608 SSP/AL, vem mui respeitosamente à presença, por seu advogado e bastante procurador constituído na forma do instrumento de mandato em anexo, o Sr. José André de Souza Barreto, brasileiro, solteiro, advogado, inscrito na OAB/AL sob nº 6907 e CPF nº 624.957.392.53, com endereço comercial estabelecido na Rua José Maia Gomes nº 320 – Jatiuca - CEP: 57036-240. Fone:(82) 3357-7121/ 98884-6622/ 99656-5116 – E-mail: joseandrebarreto@hotmail.com, com escritório profissional descrito na procuração, onde recebe notificações e intimações, vem mui respeitosamente à presença de Vossa Excelência do agente público, requerer: CÓPIA INTEGRAL DO PROCESSO DE LICITAÇÃO Nº 0104-012/2018 CONTRATO 05/2018 , conforme os fatos e fundamentos jurídicos da Lei nº 12.527, de 18 de novembro DE 2011 e no inciso XXXIII do art. 5o, no inciso II do § 3o do art. 37 e no § 2o do art. 216 da Constituição Federal, que se seguem: DOS FATOS O requerente solicita deste ENTE PÚBLICO, cópia integral do processo administrativo nº 0104-012/2018 CONTRATO 05/2018 em que tem como contratada, REAUTO SERVICOS E COMERCIO DE PECAS PARA VEICULOS LTDA – EPP, conjuntamente com a declaração de que as cópias corresponde as originais, expedidas pela CPL. Assim sendo, solicitamos declaração e cópia do processo. DOS FUNDAMENTOS JURIDICOS A negativa da disponibilização das informações solicitadas pelo ente público, constituem conduta ilícita, previstas na própria Lei de Acesso a informação, assim sendo, a possível negativa ou ausência de fornecimentos das informações solicitadas, serão passiveis de informação ao MP/AL ou MPF. Para passível de apuração do ato administrativo, configurando possível improbidade administrativa, conforme artigo 11 da Lei 8.429/92. Art. 32. Constituem condutas ilícitas que ensejam responsabilidade do agente público ou militar: I - recusar-se a fornecer informação requerida nos termos desta Lei, retardar deliberadamente o seu fornecimento ou fornecê-la intencionalmente de forma incorreta, incompleta ou imprecisa; II - utilizar indevidamente, bem como subtrair, destruir, inutilizar, desfigurar, alterar ou ocultar, total ou parcialmente, informação que se encontre sob sua guarda ou a que tenha acesso ou conhecimento em razão do exercício das atribuições de cargo, emprego ou função pública; III - agir com dolo ou má-fé na análise das solicitações de acesso à informação; Fonte: Lei nº 12.527, de 18 de novembro DE 2011 _______________________________________________________________ Seção I Do Pedido de Acesso Art. 10. Qualquer interessado poderá apresentar pedido de acesso a informações aos órgãos e entidades referidos no art. 1o desta Lei, por qualquer meio legítimo, devendo o pedido conter a identificação do requerente e a especificação da informação requerida. § 1o Para o acesso a informações de interesse público, a identificação do requerente não pode conter exigências que inviabilizem a solicitação. § 2o Os órgãos e entidades do poder público devem viabilizar alternativa de encaminhamento de pedidos de acesso por meio de seus sítios oficiais na internet. § 3o São vedadas quaisquer exigências relativas aos motivos determinantes da solicitação de informações de interesse público. Art. 11. O órgão ou entidade pública deverá autorizar ou conceder o acesso imediato à informação disponível. § 1o Não sendo possível conceder o acesso imediato, na forma disposta no caput, o órgão ou entidade que receber o pedido deverá, em prazo não superior a 20 (vinte) dias: I - comunicar a data, local e modo para se realizar a consulta, efetuar a reprodução ou obter a certidão; II - indicar as razões de fato ou de direito da recusa, total ou parcial, do acesso pretendido; ou III - comunicar que não possui a informação, indicar, se for do seu conhecimento, o órgão ou a entidade que a detém, ou, ainda, remeter o requerimento a esse órgão ou entidade, cientificando o interessado da remessa de seu pedido de informação. Fonte: Lei nº 12.527, de 18 de novembro DE 2011 Assim sendo, solicitamos também o acesso imediato aos autos para consulta e analise, com a devida entrega das cópias ao requerente e a expedição de declaração solicitada. Nestes Termos, Pede deferimento. __________________________________________________ JOSÉ ANDRÉ DE SOUZA BARRETO OAB/AL 6907 E-mail: joseandrebarreto@hotmail.com Resposta: Bom dia, Encaminhado a CPL para resposta. Anexo
Mensagem: Declaração de Ajuste Anual - Exercício 2018 - Ano - Calendário2017 Resposta: Bom dia, Disponível para impressão no acesso a aba Contracheque. Anexo
Mensagem: Comprovante de Rendimento Pagos e de Imposto sobre a renda na fonte. Ano-calendário de 2017 Resposta: Bom dia, Disponível na Aba Contracheque. Anexo
Mensagem: Assunto: Plano Diretor Bom tarde, recebi a informação de que o município de Rio Largo possui plano diretor aprovado e em vigor, gostaria de saber como tenho acesso ao plano diretor. Resposta: Bom dia, Através de solicitação. Atenciosamente, Equipe SEARH Anexo
Mensagem: Bom Noite. Sou estudante de Arquitetura e Urbanismo, estou fazendo um trabalho sobre a cidade de Rio Largo. recebi a informação de que o município de Rio Largo possui plano diretor aprovado e em vigor, gostaria de saber como tenho acesso ao plano diretor. Resposta: Bom dia, Através de solicitação. Atenciosamente, Equipe SEARH Anexo
Mensagem: Solicito de Vossas Senhorias a informação se haverá vagas para o cargo ou função de advogado, haja vista que existe dois editais da Secretaria de Saúde. Grato pela informação. Resposta: Bom dia, As vagas e os cargos estão informados nos editais. Anexo
Mensagem: gostaria de informações sobre a classificação que seria colocada no site dia 20 de novembro e ainda não consta. Resposta: Bom dia, Arquivo publicado. Equipe SEARH. Anexo
Mensagem: lista do aprovados para proxima etapa, dos aprovados para vaga de visitador Resposta: Bom dia, Arquivo publicado. Equipe SEARH. Anexo
Mensagem: ome: Gabriela Assunto: Plano Diretor Bom tarde, recebi a informação de que o município de Rio Largo possui plano diretor aprovado e em vigor, gostaria de saber como tenho acesso ao plano diretor. Resposta: Bom dia, Arquivo enviado por e-mail. Atenciosamente, Equipe SEARH Anexo
Mensagem: solicito inscrição de processo seletivo da prefeitura 2018 Resposta: Bom dia, A inscrição era pra ser realizada de forma pessoal e presencial conforme edital publicado. Anexo
Mensagem: Bom dia, recebi a informação de que o município de Rio Largo possui plano diretor aprovado e em vigor, gostaria de saber como tenho acesso ao plano diretor. Resposta: Boa tarde, Arquivo enviado por e-mail. Atenciosamente, Equipe SEARH. Anexo
Top